30/03/2010

O Tango da vida!


















A vida é um tango. Umas vezes, ela toma a cadência arrebatadora, violentamente apaixonada e entusiasmante, outras vezes, assume o sussurrar de afectos e de esperanças, num retomar de movimentos repousantes, qual águia que plana ao sabor ao vento do alto da montanha até às planuras do vale, e logo ensaia afinques de asas para retomar a escalada do pico onde se joga a sobrevivência...
É o tango da vida... ou a vida num Tango!!
borgengas


Filme composto pela autora do post, só por pinturas extraídas da Net.
Tema com poesias Na Casa do Rau.

Fernanda Ferreira (Ná)

Orçamento da AR...

PORTUGAL sem vergonha!!!
E depois pedem-nos para apertar o cinto e reduzir os ordenados, mas as regalias deles continuam na mesma...!
Até a secretária tem um BMW de valor superior a 50.000.00 €, não é ridículo??!!!!
O Dr. Jaime Gama Presidente da Assembleia da Republica, não tem um, mas sim dois carros topo de gama e são pagos pelo estado, (por todos nós) e eu pergunto porquê dois carros se o tipo só pode usar um de cada vez ???
Portugal é um país pobre?
Depois de ver isto, não acredito nisso!
A estes sem vergonha não lhes dar uma doença grave e, irem desta para "Pior", isto porque estamos fartos de ser roubados por esta gentalha sem escrúpulos !!!
Em 35 anos de democracia, em vez de nos governarem, governaram-se eles próprios, criando leis para se defenderem a eles próprios nos processos de chorudas reformas e benefícios escandalosos, e em que a corrupção ao ser julgada, a culpa morre sempre solteira !

"As pessoas precisam de entender que estão a ser burladas.
O País não pode continuar a ser dirigido por trafulhas..."
(Dr. Medina Carreira)

POISOU NO MEU BEIRAL...

Imagem da net


Poisou no meu beiral
Talvez trémulo, amedrontado
Um pardalito quase pardal
Com um canto envergonhado.

Poisou no meu beiral
E pressentiu o meu olhar,
Um pardalito quase pardal
Envergonhado a cantar.

Poisou no meu beiral
E ao Sol as asas abriu
Com canto fino de quase pardal
Bateu asas e sumiu.

Poisou no meu beiral
E timidamente cantou
O pardalito quase pardal
Bateu asas e voou.


Ana Martins
16 de Março de 2010

Computadores da AR...

28/03/2010

Caminha Histórica




Esta é mais uma daquelas Vilas que reflectem o Minho.
Daqui avista-se o Monte de Sta. Tecla em Espanha.
Aqui a história ainda está bem viva, quer pelos monumentos existentes, quer pelos hábitos e costumes da população.

Hoje pela manhã ainda mal refeito do acerto da hora, com algum nevoeiro à mistura, lembrei-me de ir tomar o cafezinho a Caminha.
Vejam o que eu vi. Estas são algumas das imagens que ilustram o que as palavras não conseguem.

Quando vierem confirmar isto, comecem por visitar a Torre do Relógio. Do cimo podem ver e sentir o passado medieval desta localidade. Antes de saírem, dirijam-se à sala própria para verem e ouvirem a evolução desta Vila desde o passado até aos nossos dias. O vídeo está excelente e narrado de forma cativante, as imagens são impecáveis.
Ficarão prontos a fazerem o vosso próprio roteiro de visita.

Nas calmas esplanadas saboreiem o cafézinho e provem algumas das guloseimas cá da terra.
Depois da visita, regressem para almoço e deliciem-se com alguns dos pratos, conforme a época.
Cabrito à Serra D'Arga, sardinha na telha, lampreia, sável, solha do Minho, arroz marisco, caldeirada de peixe. (Chega?)
Espero ter espevitado a vossa curiosidade.
Boa viagem.

Texto e filme fotográfico de J. Ferreira

NATUREZA

video

Bailando no Mar!!!

A Natureza tem destas coisas... Lindo, lindo!!!

27/03/2010

Limpar Portugal. Antes, Durante e Depois por José Ferreira




J. Ferreira

QUEM SOU?


O perfil mais original e inteligente que já li até hoje.

Foi divulgado no SJ em 26 de março de 2008, pelo amigo A. João Soares, se lembram?

Que forma singular, diferenciada, de tecer um perfil com segurança, sem o perigo de estar se expondo muito pela net!

Está sempre a nos lembrar da necessidade de não nos expormos muito.

Só um intelectual inteligente como ele para brincar com as palavras fazendo tipo, ora falando sério, ora pilheriando e ironizando sem correr do desafio que o amigo lhe fez.

Falou sempre no presente, nunca do passado; onde mora, no campo; como vive, numa casinha simples sem as comodidades e o conforto de um prédio urbano. Mora sozinho, com seus animais de estimação, mantem a casa limpa, vive como gosta, prepara sua alimentação, pelo computador contacta seus amigos, posta suas mensagens lê os comentários. Lê os jornais online e fica por dentro do mundo. Enquanto no campo, houve musica no radinho, para não esquecer que o mundo não é só seus pensamentos.

Atento a tudo, sem paixões por qualquer opinião, filtra as notícias pela lógica e bom senso.

Formula juizos que até permitem fazer previsões que muitas vezes se tornam realidades.

Aqui está o lik para relembrarem este formidável post.

Leiam, enquanto esperamos que o amigo fale também de seu passado, não para satisfazer nossa curiosidade, apenas como forma de se sentir livre e leve como pluma...

26/03/2010

Portugal diferente da Grécia

Transcrição do blog quarta república:

Enorme satisfação V

Acabaram de me explicar a verdadeira diferença entre a situação de Portugal e a da Grécia:
"O Governo Grego aldrabou os gregos, os mercados e a Comissão Europeia. O Governo Português ainda só aldrabou os portugueses!"

Publicado por Vítor Reis em 25-03-10

NOTA: Esta graça confirma a afirmação de Almada Negreiros (citada de memória): "Um povo é composto de qualidades e defeitos. Coragem portugueses, já só faltam as qualidades"

O ABRAÇO

Como é gostoso um abraço!!!
...quem não gosta?

Pra ser gostoso tem que haver reciprocidade de sentimentos, ser verdadeiro, provocar aconchego, e transmitir satisfação, prazer, carinho, segurança, amizade ou amor, e enlaçar os dois fortemente, permitindo se sentirem seguro dos seus sentimentos. O toque pessoal, e a presença física e psíquica do parceiro no abraço, (entrega total) traz benefícios às pessoas. Um abraço de verdade, aumenta alta estima, diminui a timidez até a ansiedade. Naqueles dias terríveis, que achamos que não vamos agüentar, ele os faz se tornarem viáveis.
Mas, como tudo na vida tem dois lados, também o toque agressivo, traz alterações ao organismo: a liberação de grande dose de adrenalina causa taquicardia, provoca raiva e revolta. Um gostoso abraço contribui para uma descontração muscular, a respiração acalma e beneficia a circulação do sangue pela vaso dilatação que propicia...
Como gesto de amizade e carinho o abraço traz enormes benefícios ao organismo humano!
O toque físico, com afeto, não é apenas agradável, mas necessário ao ser humano, em função da troca de energia que proporciona. ...
Apenas um toque, um simples tapinha nos ombros, desencadeia grande energia, imagine o que um abraço não pode fazer!
Já leram "Terapia do abraço"?
Vale a pena!
- Muito interessante!
O "abraço" promove mudanças consideráveis tanto no abraçante como no abraçado. No contato corporal nosso organismo produz endorfinas tais como a dopamina e a serotonina. Esses neuro transmissores distribuídos na corrente sanguínea causam sensação de bem estar e felicidade, combatendo a insônia e o desconforto da carência afetiva.
Essa troca de afeto não envolve, necessariamente, apelo sexual.
Abraços servem para demonstrar amizade, solidariedade, alegria do encontro, comemoração de várias outras emoções.
Sendo tão bom, por que há resistência a este aconchego, sobretudo entre alguns casais?
A maioria das relações desgastadas são caracterizadas pela ausência do contado entre os corpos, pois almas que não se atraem mais, não desejam contato físico.
Para dar um novo sentido a relação é preciso recuperar o toque, principalmente, o abraço.
O amor também, se mantém pelo toque...
Vamos nos abraçar mais!
Um forte abraço, colegas!!!

Limpar Portugal












Em jeito de balanço final da Campanha Limpar Portugal, quero dizer que pessoalmente e somente no que diz respeito a Cerveira me sinto frustrado.

A causa era nobre e abrangia um Concelho em que as matas abundam, onde existe uma zona Industrial com dois pólos, onde há muitos Empresários de construção, onde a consciência de algumas pessoas não olha para o futuro do ambiente e da natureza, por isso onde há tudo isto… haveria muito lixo.

O grupo concelhio nasceu tarde. A juventude que a compunha era inexperiente neste tipo de organização. Felizmente em campo fez a diferença, os escuteiros estiveram como peixe na água.

As Juntas de Freguesia praticamente ignoraram, quer as lixeiras, quer este movimento. De 15 Freguesias, só uma deu a conhecer os focos de detritos. Do referenciamento de 91 pontos, representando cerca de 120 depósitos, todo o rastreio foi feito por particulares e pelos escuteiros de Campos.

No dia 20 Março a chuva serviu para desculpa daqueles que nunca iriam colocar os pés no terreno. A ajuda virtual nestes casos, não funciona.

Muito foi feito, (106 toneladas de resíduos deram entrada na ValorMinho) graças a um punhado de bravos; os escuteiros de Campos mais alguns anónimos, o grupo de Reboreda, os jovens da Associação Cultural de Nogueira, os jovens de Cornes, a juventude de Loivo onde a maioria eram senhoritas, Gondarém limpou um grande foco, os três guerreiros de VNCerveira, Candemil também esteve e o aguerrido grupo de Sopo (estes devem estar de baixa esta semana). Lovelhe e Vila Meã anteciparam a limpeza, alguns elementos ainda ajudaram em Campos.

Gondar, Mentrestido e Sapardos não tinham lixeiras referenciadas. Covas vai fazer a acção no próximo dia 10 Abril.

A minha frustração vai para o facto de embora a boa vontade de todos os participantes, o empenhamento dos grupos no terreno, ainda ficaram no terreno cerca de 75% do lixo, a maioria entulho de construção. Aqueles que cobram para se livrarem dele e acabam por vaza-lo em qualquer lugar.

Mas o movimento não vai parar, as lixeiras estão referenciadas, a vontade de acabar com elas é enorme. A Câmara Municipal está empenhadíssima no assunto, já foi denunciado às Brigadas do Ambiente os focos com resíduos perigosos. Nasceu o blogue vncsemprelimpa, onde todos os interessados por limpar Cerveira vão colaborar.

O 20 de Março será para futuro, o início do “limpar V.N. Cerveira para sempre”.

If (Se) de Rudyard Kipling


Poema muito conhecido, mas que deve ser recordado numa época em que começa a sentir-se ser indispensável fazer reviver o culto pelos valores morais e éticos.

Se és capaz de manter a calma quando
Toda a gente ao teu redor já a perdeu e te culpa;

De acreditares em ti quando todos duvidam
E para esses no entanto encontrares uma desculpa;
Se és capaz de esperares sem desesperares,
Ou enganado, não mentires ao mentiroso,
Ou sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares,
E não pareceres bom demais ou pretensioso;
Se és capaz de pensares, sem que a isso só te atires;
Se encontrando a desgraça e o triunfo conseguires
Tratares da mesma forma esses dois impostores;
Se és capaz de sofre a dor de veres mudadas
Em armadilhas as verdades que disseste,
E as coisas por que deste a vida estraçalhadas,
E refazê-las com o bem ainda pouco que te reste;
Se és capaz de arriscar numa única jogada,
Tudo quanto ganhaste na tua vida,
E perder e, ao perder, sem nunca dizer nada,
Resignado, voltares ao ponto de partida;
De forçares o coração, nervos, músculo, tudo
A dar seja o que for que neles ainda existe,
E a persistir assim quando, exaustos, contudo
Resta a vontade em ti que ainda ordena: ”Persiste”,
Se és capaz de, entre a plebe, não te corromperes
E, entre reis, não perderes a naturalidade,
E, de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes
Se a todos podes ser de alguma utilidade,
E se és capaz de dar, segundo por segundo,
Ao mínimo fatal todo o valor e brilho,
Tua é a terra com tudo que existe no mundo
E o que mais – tu serás um homem, ó meu filho!

25/03/2010

CLIMA

HORA DO PLANETA: 27 Março - 20H30 ás 21H30
Apagar as luzes por uma hora - a Hora do Planeta - é não só contribuir para a preservação do nosso Planeta, como fazer parte da maior plataforma voluntária de cidadãos contra as alterações climáticas.
Pelo segundo ano consecutivo, Portugal adere à Hora do Planeta e os resultados têm sido além das expectativas!

Ver mais em: http://www.wwf.pt/o_que_fazemos/hora_do_planeta/hora_do_planeta_2010/

Obrigado!

ESPECTÁCULO

INACREDITÁVEL...

24/03/2010

A minha amiga, Dona Maria.

As pessoas com as quais convivemos parecem ser todas iguais, porém só se diferenciam quando encontramos nelas determinadas qualidades especiais.
A Dona Maria é uma dessas pessoas especiais, veja-se o seu sorriso quando lhe afago o rosto enquanto lhe tiro esta foto.

Esta grande senhora é a mãe da minha vizinha mais próxima. Faz 87 anos no dia 28 de Março (dentro de dias) e teve um AVC muito forte no mês de Setembro de 2009.
Estava na altura na sua casa, sozinha, o marido, o Senhor Horácio, que tive a honra de conhecer muito bem, faleceu há seis anos, deixando-a mais solitária e abatida.
Nos primeiros tempos após a morte do marido, a Dona Maria ficou na casa da filha, mas assim que se sentiu com forças para encarar a sua vida e tomar conta dos seus animais, ela insistiu e voltou para a sua casa, sempre assistida de perto pela filha e genro.
Contudo, e apesar de bem acompanhada pelos médicos, aconteceu o acidente vascular cerebral, passando então a depender totalmente dos cuidados mais elementares, não sendo nem capaz de se alimentar.

Se trago aqui esta história verídica, é porque ela é só por si uma lição de vida e de perseverança. Desde então, a Dona Maria com todo o amor que tem à vida e ainda pela força, coragem e muito amor que lhe é dado pela sua família e amigos, começou a fazer fisioterapia há poucos meses, começou a andar e até já me veio visitar acompanhada pela filha.

Vejam bem o seu olhar doce, os seus olhos são mesmo o espelho da sua alma. A minha doce amiga, Dona Maria, é um exemplo vivo de como reagir perante a adversidade e merece todo o meu carinho e amor.

A amizade não obedece a uma presença constante mas a uma constante lembrança.
Sei que todos gostarão da minha amiga e se lembrarão dela com muito carinho, ela assim o merece.

Fernanda Ferreira (Ná)

23/03/2010

ETNOLOGIA

Ossadas de gigantes no Norte da India!
No Norte da India foram encontrados esqueletos humanos gigantes, com 18 a 24 metros de altura. Tais gigantes estavam mencionados em antigas escrituras sem que, no entanto, se desse grande credibilidade a essas descrições.

Agora em escavações feitas pela National Geografic essas ossadas apareceram pelo que deram origem a novos estudos dessas mesmas escrituras a fim de se perceber melhor a sua origem.

Olhando para a fotografia pode-se comparar o tamanho das ossadas com o elemento humano que procede às escavações.

Os trabalhos estão a ser acompanhados por elementos das Forças Armadas Indianas visto a área ser considerada Zona Militar.

No link abaixo pode ler-se a notícia em inglês onde tudo é explicado em maior pormenor.

http://news.nationalgeographic.com/news/2007/12/071214-giant-skeleton_2.html

Corpo de Mulher


Imagem da Net

Estrela cadente
Duma galáxia qualquer,
Na noite cerrado
Corpo de mulher.
Música de vento
Aragem de mar,
No dobrar da esquina
Clarão de luar.
O cigarro apagado
No cinzeiro do bar,
Gestos estudados
Abraços por dar.
Aroma de urze
nos lençóis da cama,
suspiros retidos
Em teias de lama.
Vontade de ficar
desejos de ir
Ao fundo do mar
Em volta de ti.
Olhar que se cruza
No termo da noite
Braço que se estende
Até à madrugada.
Lágrima que desce
e bordeja a boca
desperta o desejo
Em palavras soltas.

Quase em surdina
Suplico o teu corpo
No toque da harpa
No silêncio que oiço.
Amarro-me ao cais
Dum porto qualquer
Sabor a canela
Corpo de mulher

In, "Sabor a Sal e a Mel"
Maria José Areal
Fernanda Ferreira (Ná)

22/03/2010

@ @rrob@ electrónic@

@ @rrob@ electrónic@
A história tem sempre "estórias"...e esta é muito interessante!
O sinal hoje conhecido como «arroba» numa lápide funerária colocada numa das naves da Igreja de S. Francisco em Extremoz.

De onde vem o misterioso sinal @, a que os portugueses chamam «arroba», os norte-americanos e ingleses «at», os italianos «chiocciola» (caracol) e os franceses «arobase»? Porque razão foi ele escolhido para os endereços de correio electrónico? Na verdade, não conhecemos ao certo a origem deste misterioso símbolo. Nem estávamos preocupados com o problema, até que ele começou a entrar no nosso dia-a-dia e foi preciso arranjar-lhe uma designação.
A princípio, os portugueses chamavam-lhe «caracol», «macaco» ou outro nome claramente inventado. Depois, houve quem reparasse que a Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira dizia tratar-se do símbolo de arroba, pelo que esse nome pegou.
Que terá a arroba a ver com esse sinal? Não se sabe ao certo, mas há pouco mais de um ano, o investigador italiano Giorgio Stabile descobriu um documento veneziano datado de 1536 onde esse símbolo aparecia. Estava aí a representar ânforas, utilizadas como unidades de peso e volume. Posteriormente, num vocabulário Latim-Espanhol de 1492, Stabile encontrou o termo «arroba» como tradução castelhana do latim «amphora». A ânfora e a arroba, concluiu o investigador italiano, estariam na origem da estranha letra retorcida.
O encadeamento dos factos é fascinante, mas há pontos obscuros. A palavra «arroba» não tem qualquer relação com «ânfora», pois vem do árabe «ar-ruba'a», designando «um quarto» ou «a quarta parte», como se aprende no Dicionário Etimológico de José Pedro Machado. Trata-se de uma unidade de peso que equivale a 14,788 quilogramas e que habitualmente se arredonda para 15kg. Podia ser que uma ânfora cheia de vinho tivesse esse peso, mas a semelhança fica por aí.
Igreja de S. Francisco em Extremoz.

No século XVII o mesmo símbolo reapareceu, mas com outro significado. Utilizava-se para abreviar a preposição latina «ad», que significa «para», «em», «a», e que se usava para introduzir os destinatários das missivas. Condensava-se o «a» e o «d», num único carácter. É a chamada ligatura. O dicionário brasileiro Aurélio diz que ligatura é a «reunião, num só tipo, de duas ou mais letras ligadas entre si, por constituírem encontro frequente numa língua». Nesse mesmo dicionário da língua portuguesa confirma-se o símbolo @ como abreviatura de arroba.
O misterioso @ continuou a ser utilizado até ao século XIX, altura em que aparecia nos documentos comerciais. Em inglês lia-se e lê-se «at», significando «em» ou «a». Quem percorra as bancas de fruta ou os mercados de rua norte-americanos vê-o frequentemente. Os vendedores escreviam e continuam a escrever «@ $2» para significar que as azeitonas se vendem a dois dólares (cada libra, subentenda-se). Para eles não se trata de nenhuma moda: sempre viram aquele símbolo como a contracção das letras de «at».
Na máquina de escrever Underwood de 1885 já aparecia o @, que sobreviveu nos países anglo-saxónicos durante todo o século XX. O mesmo não se passou nos outros países. No teclado português HCESAR, por exemplo, que foi aprovado pelo Decreto-lei 27:868 de 1937, não existe lugar para o @. Por isso, quando o símbolo reapareceu nos computadores, ele tinha já um lugar cativo nos teclados norte-americanos, por ser aí de uso frequente. Nos nosso teclados só foi acrescentado nos anos 80 e encavalitado noutra tecla: é preciso pressionar simultaneamente Ctrl+Alt+2 ou AltGr+2 para o fazer aparecer.«1696, Fevereiro 8, Porto - Carta do Provedor e Irmãos da Misericórdia do Porto para o Bispo do Porto, D. João de Sousa». Biblioteca Pública da Ajuda, Cota: BPA, 54-VIII-5, N.º 98b (cortesia de Vasco J.R. Silva).

Quando o correio electrónico foi inventado, o engenheiro Ray Tomlinson, o primeiro a enviar uma mensagem entre utilizadores de computadores diferentes, precisou de encontrar um símbolo que separasse o nome do utilizador do da máquina em que este tinha a sua caixa de correio. Não queria utilizar uma letra que pudesse fazer parte de um nome próprio, pois isso seria muito confuso. Conforme explicou posteriormente, «hesitei apenas durante uns 30 ou 40 segundos... o sinal @ fazia todo o sentido». Estava-se em 1971 e esses 30 ou 40 segundos fizeram história, mas criaram um problema para os países não anglo-saxónicos. Não foi só nos teclados, foi também na língua.
Em inglês, «charles@aol.us» entende-se como «Charles em aol.us», ou seja, o utilizador Charles que tem uma conta no fornecedor AOL, situado nos Estados Unidos. Mas em português não soa bem ler «fulano@servidor.pt» dizendo fulano-arroba-servidor.pt. Nem tem muito sentido. Mas qual será a alternativa? Uma solução seria seguir o inglês e dizer «at». Outra ainda seria dizer «a-comercial», como nos princípios do século XX se chamava a esse símbolo no nosso país. Talvez o melhor fosse utilizar «em». Mas haverá soluções mais imaginativas.Quem quiser gastar o seu latim pode proclamar «ad», rivalizando em erudição com o mais sábio dos literatos. Ou surpreender toda a gente, anunciando uma «amphora» no seu endereço.

Nuno Crato
(presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática)

Enviado por e-mail , pelo Amigo Barrinhas

20/03/2010

Minha Terra Amada - Terra do meu Pai.







Meus amigos,
Este simples texto está a concurso no Blog Aldeia da Minha Vida.
Se gostou dele, pode para já comentar no Blog citado, basta clicar no selo na banda lateral e irá directamente à Aldeia.
Lembro que os o número de comentários conta para a atribuição do prémio bem como os votos.
Para votar só o poderão fazer de 28 a 31 de Março.
Conheçam Vila Nova de Cerveira. Votem em mim!


Minha Terra Amada - Terra do Meu Pai

Este meu pequeno texto tem como razão fundamental, apenas e tão só, a de prestar uma singela homenagem à terra do meu muito querido e já falecido pai, actualmente também minha por adopção. Quase sempre com o mesmo título, escrevi vários textos como podem ler e obter mais informação neste, o penúltimo.

Vila Nova de Cerveira tem uma localização invejável, encontra-se a apenas cerca de oito kms de Espanha, dez de Caminha e a uma hora de distância do Porto.
Nesta vila idílica, existe uma enorme variedade de lugares inesquecíveis de beleza singular a visitar. Vejam estas imagens.

A primeira que saliento é o centro da vila em cujo coração se encontra a actual Pousada D.Diniz (neste momento, fechada para obras), situada dentro da fortaleza que foi a antiga vila.
A belíssima Igreja Matriz, o Solar dos Castros onde funciona a Biblioteca Municipal e existem constantes exposições de Arte nas salas contíguas..
O Aquamuseu com o seu lontrário assim como os diversos aquários, mostrando todas as diferentes espécies de peixe ainda abundantes no rio Minho desde a sua nascente até à foz e ainda o Parque de lazer que o envolve.
Destaco ainda a praia fluvial da Lenta muito perto do Inatel, o Convento de Sampaio com os seus jardins frondosos, uma capela singular e o seu museu permanente, onde se expõem obras do pintor/escultor José Rodrigues bem como de outros tantos famosos artistas. Poderão ler mais aqui e ver as belas fotos.
Lá bem no topo da montanha mais alta, o Cervo, símbolo da Vila, assim como a Sra. da Encarnação cujas vistas são esplendorosas e abrangem todas as vilas portuguesas bem como galegas e ainda a Foz do Minho.

O rio reflecte não só a exuberância da sua esplendorosa vegetação, em diferentes tons de verde, mas também raras imagens de espécies migratórias de aves.
Venham conhecer melhor a Vila D'Artes, Terras de Cervaria. A sua fabulosa gastronomia, a simpatia e hospitalidade das suas gentes e ficarão apaixonados tal como eu.

Fotos de José Ferreira

Mais fotos no Blog Só Imagens.

Fernanda Ferreira (Ná)

O pedreiro

Um velho pedreiro que construía casas estava em vias de se reformar. Informou o chefe, do seu desejo de se reformar para passar mais tempo com a sua família. Disse ainda que embora fosse sentir a falta do salário, queria realmente reformar-se.

A empresa não seria muito afectada pela saída do pedreiro, mas o chefe estava triste em ver um bom funcionário sair e pediu ao pedreiro para trabalhar em mais um projecto, como um favor.

O pedreiro não gostou mas acabou por concordar. Foi fácil ver que ele não estava entusiasmado com a ideia. Assim ele prosseguiu fazendo um trabalho de segunda qualidade e usando materiais inadequados.

Quando o pedreiro acabou, o chefe veio fazer a inspecção da casa construída Depois de inspeccioná-la, deu a chave da casa ao pedreiro e disse:

- "Esta é a sua casa. Ela é o meu presente para você".

O pedreiro ficou muito surpreendido. Que pena! Se ele soubesse que estava a construir a sua própria casa, teria feito tudo diferente....

O mesmo acontece connosco...

Nós construímos a nossa vida, um dia de cada vez, e muitas vezes fazendo menos que o melhor possível na sua construção. Depois, com surpresa, descobrimos que precisamos de viver na casa que nós construímos. Se pudéssemos fazer tudo de novo, faríamos tudo diferente. Mas não podemos voltar atrás. Tu és o pedreiro. Todos os dias martelas pregos, ajustas tábuas e constróis paredes.

Alguém já disse que: "A vida é um projecto que tu mesmo constróis". As tuas atitudes e escolhas de hoje estão a construir a "casa" em que vais morar amanhã. Portanto constrói com sabedoria!

Difunde esta história para alguém que consideras amigo de verdade.

Aniversário da Amiga e Colega Ana Martins

Imagem preparada por Ná

Querida Amiga Ana Martins,

Muitos parabéns dos seus colegas do blogue Sempre Jovens por este dia em que acrescenta mais uma primavera ao seu curto rol. Desejamos que passe o dia com alegria e saúde, na companhia de familiares e amigos.

Da administração do blogue seria lógico que esta missão coubesse à amiga Ná mas, pelas razões de todos conhecidas, hoje é um dia em que não vai ter um segundo disponível, na sua missão voluntariamente assumida de «Limpar Portugal». Dentro do espírito de colaboração em trabalho de equipa, incumbiu-me desta tarefa que é para mim uma honra, um prazer, embora não esteja no meu hábito escrever palavras ternas, meigas, como é de bom tom num momento como este.

Porém, na minha aridez de escrita, com preocupações de racionalidade, quero confessar que a admiro imenso, desde os primeiros sinais que recebi quando começámos no blogue A Voz do Povo. Como pessoa, é possuidora de sólida cultura, arte poética, sensibilidade para todos os problemas das pessoas, que analisa em versos maravilhosos apoiados em visão filosófica e psicológica das emoções e sentimentos do ser humano.

Como nossa colega, neste espaço, apesar dos seus absorventes afazeres familiares e profissionais, presenteia-nos frequentemente com belos poemas e com comentários muito sensatos de uma profundidade de análise invulgar. Como «dona de casa» deixa transparecer ser uma esposa, mãe e filha impecável, de que o mais recente facto impressionante foi a homenagem que fez à memória do seu pai. E não refiro aqui as suas preocupações muito dedicadas a problemas de saúde de familiares seus, mesmo distantes, em que, sem ter capacidade milagreira, sabe usar as palavras como lenitivo, conforto espiritual e ânimo que servem de força anímica para recuperar da crise. A Ana sabe que os pensamentos e as palavras adequadas, se não substituem os antibióticos, tornam-nos mais eficazes.

Felicito-a em nome da equipa do SJ pelo dia de hoje e desejo que a humanidade possa continuar a beneficiar da sua acção positiva e dinâmica por muitos mais anos, sempre com saúde e óptima disposição.

Beijos
João

19/03/2010

RECADO DE AMOR

Imagem da net


Do meu Pai Querido
Um beijo e uma flor
Num sonho enviado do céu
Como recado de amor...

Ao meu Pai Querido
Retribuo com agrado
todo o amor em apogeu
No seu doce recado!


Ana Martins
Escrito a 16 de Março de 2010

18/03/2010

U2 em Lisboa em 2005

Aconteceu...

No concerto dos U2 em Lisboa, Bono pediu silêncio ao público e começou a bater palmas, compassadamente. Olhando para as pessoas, que estavam em silêncio, ele disse ao microfone:

- Eu quero que vocês pensem em algo muito sério: de cada vez que bato as minhas mãos, uma criança morre em África.

Nesse momento, ouve-se uma voz, com sotaque africano, gritar das bancadas:

- Então pára di batê, ó filho di p...!!!

17/03/2010

Limpar Portugal -mesmo em cima do acontecimento!


Começo por pedir desculpa a todos pela minha ausência aqui desta minha casa muito querida.
Todos sabem qual é a razão, mas nem eu sonhava que iria ter tanto trabalho e que o mesmo me absorveria tanto tempo.
Antes de começar, gostaria de vos dizer que se não fosse com a preciosa ajuda do José, muita coisa importantíssima estaria por fazer, tal como detectar e referenciar as lixeiras bem como um um sem fim de trabalhos de importância vital.

Para que eu possa estar agora aqui sentada a escrever este texto, o José e o meu colega da Coordenação estão no terreno para mais acções.
Por alguma razão somos o Concelho com mais lixeiras assinaladas, que se não forem removidas no dia 20, serão até ao dia 26/03, porque para lá dessa data as Autarquias terão que pagar e não é pouco.
Saliento ainda, que o José fará no dia 20 a cobertura fotográfica para a United Photo Press.

A coordenação concelhia, onde eu e o meu amigo Prof. Egas estivemos mais activos, assumiu especialmente as funções: pedagógica, informativa e de divulgação.
Estivemos em várias Escolas, públicas e Privadas. Distribuímos cartazes e folhetos por todo o lado e fomos dando conta das nossas acções não só em variadíssimas reuniões sucessivas, ora com as Juntas, ora com a Câmara Municipal.
Demos entrevistas à Radio Local, recorremos à Imprensa Local, etc.

Para além destas acções, estabelecemos as parcerias para o fornecimento de todo o material necessário, que está já todo praticamente distribuído.
Todos os voluntários terão um reforço alimentar rudimentar e muita água, o qual será comparticipado pela Autarquia.

A parte da logística foi estudada também por nós, em parceria com a Câmara Municipal.
Dispomos de todo o tipo de transportes necessários à acção, desde camiões, escavadoras e tractores.
A nível de inscritos, temos até ao momento 80 pessoas na página do Grupo de Cerveira, mais cerca de 120 Escuteiros e ainda mais 15 voluntários inscritos na Associação recreativa de Nogueira.
Este é o número que posso confirmar, mas tenho a certeza que muitos mais estão inscritos nas Juntas de Freguesia.

Para concluir, digo-vos que me sinto cansada mas muitíssimo feliz...voltaria a fazer tudo de novo.
Aliás ainda vem aí o durante e o depois. Estão previstas acções contínuas no depois, de forma a prevenir que as nossas lindas montanhas e todos os belos recantos desta vila idílica nunca mais sejam conspurcados.
Veremos se seremos capazes ou não. Eu tenho a certeza que sim...

Por último, um apelo a todos os leitores deste Blogue. Este é o maior movimento cívico nacional, o que vai mostrar que somos um povo consciente dos valores mais preciosos, como a preservação do ambiente, o respeito pela natureza, o amor à nossa terra. Não se esqueçam que vamos fazer História e que esta acção vai ter repercussão mundial.

Eu Vou Limpar Portugal e Vocês Vão Ficar em Casa???

Fernanda Ferreira (Ná)

16/03/2010

AFEGANISTÃO


As "Mudanças no Afeganistão" e a "Dignificação da Mulher"...

Um jornalista que tinha, em tempos, visitado o Afeganistão, reparou que as mulheres que, aquando da sua primeira visita, marchavam dois metros atrás dos homens, iam, agora, uns cinco metros à sua frente.

Curioso acerca do que se teria passado desde então - seria a democracia que a invasão das tropas ocidentais levou àquele país que fez mudar o comportamento dos homens? Acercou-se de uma jovem e perguntou-lhe se lhe dizia qual o motivo da mudança.

A resposta:
- As minas...

Infelizmente este não é para rir!
Muito pelo contrário...

É lamentavelmente "chocante"!


15/03/2010

Pais e filhos ontem e hoje

Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos, os erros de nossos progenitores e, com o esforço de abolirmos os abusos do passado, somos os pais mais dedicados e compreensivos mas, por outro lado, os mais bobos e inseguros que já houve na história.

O grave é que estamos lidando com crianças mais “espertas” do que nós, ousadas, e mais “poderosas” que nunca!

Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ser, passamos de um extremo ao outro.

Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram a seus pais e a primeira geração de pais que obedecem a seus filhos.

Os últimos que tivemos medo dos pais e os primeiros que tememos os filhos.

Os últimos que cresceram sob o mando dos pais e os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos.

E, o que é pior, os últimos que respeitamos nossos pais e os primeiros que aceitamos que nossos filhos nos faltem ao respeito.

À medida que o permissível substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudaram de forma radical para o bem e para o mal.

Com efeito, antes, se considerava um bom pai aquele cujos filhos se comportavam bem, obedeciam às suas ordens, e os tratavam com o devido respeito. E bons filhos, as crianças que eram formais, e veneravam seus pais.

Mas na medida em que as fronteiras hierárquicas entre nós e nossos filhos se foram desvanecendo, hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, ainda que pouco o respeitem.

E são os filhos que, agora, esperam respeito de seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem suas ideias, seus gostos, suas preferências e sua forma de agir e viver. E que, além disso, patrocinem no que necessitarem para tal fim.

Quer dizer : os papéis se inverteram. Agora são os pais que têm que agradar a seus filhos para “ganhá-los” e não o inverso como no passado. Isto explica o esforço que fazem tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “darem tudo” a seus filhos.

Dizem que os extremos se atraem.

Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo de seus pais a debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo ao verem-nos tão débeis e perdidos como eles.

Os filhos precisam perceber que durante a infância, estamos à frente de suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter e de guiá-los, enquanto não sabem para onde vão.

É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrole e tédio no qual se está afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino.

Se o autoritarismo suplanta, o permissível sufoca.

Apenas uma atitude firme, respeitosa, lhes permitirá confiar na nossa idoneidade para governar as suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando-os e não atrás, carregando-os e rendidos às suas vontades.

Os limites abrigam o indivíduo.

Com amor ilimitado e profundo respeito.

Texto
Mônica Monastério
( Madrid-Espanha )
Recebido por e-mail

Mensagem a uma amiga querida...

Stojan Milanov - White sofa painting

Amiga!

Eu peço-te…
Paciência em todas as situações ainda não resolvidas. Não será eterna esta situação, sei-o no meu coração.
Que questiones todas as hipóteses fechadas nas divisões escuras, nos livros escritos nas mais estranhas línguas, mesmo imperceptíveis. Pensa antes em tudo o que escreveste e fizeste toda a vida, tudo valeu a pena, valerá sempre.
Não procures respostas para as quais não há respostas imediatas, podes não precisar delas para nada. O mais importante é viver agora.
Num futuro que se adivinha breve, saberás as respostas, mesmo sem dares conta disso.
Confia em ti. Confia em mim. Confia…

Fernanda Ferreira Ná

14/03/2010

Assessor versus coveiro

Recebi por e-mail há alguns anos e voltei a receber hoje e, porque é bom meditar nestas coisas para melhor conhecermos o mundo em que vamos vivendo, transcreve-se a mensagem.

Ora atentem lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 255 de 6 de Novembro 2008:

EXEMPLO 1
No aviso nº 11 466/2008 (2ª Série), declara-se aberto concurso no I.P.J.
Para um cargo de "ASSESSOR", cujo vencimento pelos 3500 EUR (700 contos).
Na alínea 7:... "Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na "... Apreciação e discussão do currículo profissional do candidato."

EXEMPLO 2
No aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO, cujo vencimento anda à roda de 450 EUR (90 contos) mensais.
Método de selecção:
Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos.
A prova consiste no seguinte:
1. - Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. - Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. - Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
4. - Depois vem a prova de conhecimentos técnicos: Inumações, cremações, exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.
5. - Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais.
6. - Os cemitérios fornecem documentação para estudo. Para rematar, se o candidato tiver:
- A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
- O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
- O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
7. - No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.

Isto tudo para um vencimento de apenas 450 euros mensais!
Enquanto o outro, com 3500!!! Só precisa de uma cunha.

Vale a pena dizer mais alguma coisa?!

Por estas e por outras, é que existem Coveiros cultos e Assessores burros ...

NOTA: Isto não anda longe tdo tema do post Amizade ou honra e dignidade

Limão e Cloro



Perigos do Limão com o Cloro

Nestas 3 imagens um concunhado da Circele pretendia fazer Sumo de limão para distribuir pela Familia num "party" que se estava realizando. Como não conseguiu faze-lo com o espremedor resolveu espreme-los à mão!



Depois da refeição a toda Familia distraiu-se, brincou na piscina e descansou à sombra como era usual fazer.
Ao fim do dia começou o calvário... as mãos do concunhado começaram a inchar e ficar muito vermelhas parecendo ser devido a uma qualquer alergia alimentar...
Mas os tratamentos não resultavam e começaram a aparecer umas grandes bolhas nas mãos... por isso foi ao médico para resolver essa situação incómoda!


Após várias tentativas para se apurar do que se tratava e encontrado o dignóstico verificou-se que o que tinha ocorrido tinham sido queimaduras nas mãos pelo produto obtido pelo Sumo de Limão com o Cloro da piscina. A partir desse momento fez-se um tratamento adequado e ao fim de vários dias de tratamento o problema ficou resolvido!
Mas com isso tudo mediaram mais de 20 dias e muito sofrimento!!!



Eis os perigos de queimadura obtidos pela ligação do Sumo do Limão com o Cloro da Piscina!!! Aconteceu por desconhecimento... Agora que sabem, evitem!!!

E-mail enviado pela nossa Amiga Circele

TAPETES DE TRAPILHO



Tal como tinha prometido, cá está o meu último trabalho, um tapetão em trapilho para o quarto dos meus filhos.

Espero que gostem.

Beijinhos a todos os colegas da casa, aos visitantes e comentadores.
Ana Martins

13/03/2010

PLP - Limpar Portugal!


O dia “L” do Limpar Portugal aproxima-se, o stress já anda no ar, até se cheira.
Confesso que inicialmente entrei de pé atrás. As minhas experiências anteriores com o associativismo, assim mo obrigaram.Agora que me enterrei até às orelhas, embora traumatizado, estou satisfeito. Eu próprio (que não sou suspeito), considero que ultrapassei as minhas expectativas.
Passemos ao campo.
Imaginem-se a passear nestes montes, nesta época pintados de verde e aqui e ali uns traços de amarelo. Sintam aqueles aromas dos eucaliptos a brisa que nos gela o nariz e orelhas, de repente salta um coelho bravo, ao longe avista-se uma raposa, de repente cuidado, passam por uma sanita parcialmente escondida.
Continuem, estamos no cimo da encosta, começamos a sentir os aromas da costa, por vezes advinha-se o que se vai almoçar… mais uma miragem, o que estará a fazer aqui aquele colchão acompanhado por um sofá desfeito?
Desçámos, sempre pelos estradões onde a poluição não existe, excepto aquele frigorífico, mais um colchão e claro uma... É raro ver-se um bidé, lavatórios aparecem com mais frequência. Ainda estou esperançado que hei-de ver um javali ou um cervo a utilizar estes equipamentos, a higiene chegou ao reino animal.
Continuem a imaginar esta viagem pelo monte, sempre pelo monte, sempre por estradões onde só é possível andar a pé ou de bicicleta, agora depois do dobrar da curva aparece um verdadeiro tesouro, uma máquina de lavar e uma TV, até plasmas (devem ser de algum adepto insatisfeito com o seu clube), como é que isto chegou até aqui? Só pode ser de avião.
 Previnam-se tenham muito cuidado quando forem para o monte, eu nunca me esqueço do capacete, nunca se sabe quando nos pode cair um piano na cabeça… ou pior, uma sanita.
É verdade, os meus amigos dizem que com este trabalho, fiquei apanhado pelas “sanitas”.(Efeitos colaterais).
Esse será o meu próximo passatempo.. catalogar todas as louças que apareçam pelos montes, vai durar o resto da reforma.
Ao pessoal do Limpar Portugal, se forem para a floresta, levem camiões de reserva só para louças, verão que os enchem rapidamente.
Isto só se pode encarar desta maneira, a realidade é suja.
Passeiem pelos montes e não se preocupem com qualquer aperto, ao virar da esquina há sempre onde aliviar… é garantido.


Fotos do autor .
J. Ferreira